Banho de água doce em Brotas para recarregar as energias para 2019 Banho de água doce em Brotas para recarregar as energias para 2019
Há opção para todos os gostos: cachoeira, rio, nascente, represa e piscina  Água, seja salgada ou doce, tem uma função revigorante no organismo. Para... Banho de água doce em Brotas para recarregar as energias para 2019

Há opção para todos os gostos: cachoeira, rio, nascente, represa e piscina 

Água, seja salgada ou doce, tem uma função revigorante no organismo. Para quem não viajou para o litoral, Brotas, aqui perto, é um verdadeiro santuário de água doce para recarregar as energias, sem falar na natureza exuberante. No município são várias opções de banho para o turista: cachoeiras – são mais de 20 abertas à visitação -, no Rio Jacaré-Pepira, um dos mais limpos do Estado de São Paulo, na Represa do Patrimônio, lago de aproximadamente 14,5 hectares, na famosa nascente Areia que Canta, onde é possível acompanhar a água do Aquífero Guarani brotar do solo, jogando para cima pequenos grãos de areia muito brancos, e em piscinas dos ecoparques abertos para day use.

>> Ajude o Portal Novidade a crescer, dê um click nos banner’s de publicidade<<

Aliás, há novidade no Ecoparque Recanto das Cachoeiras. Acaba de entrar em operação uma piscina semiolímpica com borda infinita e vista para um vale de encostas de vegetação preservada que poderia ser cenário de filme, tamanha a beleza! Não bastasse a vista espetacular, a piscina de 500 mil litros de água tem área que simula correnteza e cachoeira, é aquecida e tem bar molhado. E, do lado, spa com hidromassagem ao ar livre. Perfeito para relaxar após fazer as trilhas que levam às três cachoeiras da propriedade ou para quem quer mesmo é descansar.

Essa é a época do ano perfeita para as atividades na água em Brotas. Com sol forte no céu e temperaturas facilmente batendo os 30 graus, até as cachoeiras, que geralmente são mais frias, estão agradabilíssimas para banho e nado. Na terra do cantor Daniel, água significa aventura. São mais de dez atividades aquáticas. A mais conhecida é o rafting. Mais que uma atividade de aventura, descer o Jacaré-Pepira, passando pelas quedas, em bote inflável é uma experiência que propicia aos participantes enfrentar desafios, trabalhar em grupo e interagir com a natureza. Outra maneira de descer o rio é em caiaque. Mais rápido e ágil que o bote do rafting, é mais adrenalina.

Também vale muito a pena fazer boia-cross. Acomodado em uma boia individual, o turista deixa-se levar pela correnteza por um trecho do Jacaré-Pepira de corredeiras mais suaves ou medianas. Tradição entre os brotenses desde a década de 60, a atividade possibilita uma profunda interação com a natureza já que, além de estar dentro da água, há tempo e silêncio para observar a natureza às margens do rio. Se preferir algo mais tranquilo, o turista pode flutuar no rio usando coletes salva-vida, atividade muito relaxante. Na água, há ainda outras opções como canoagem, stand up paddle, aquaball, circuito cable e rapel.

Não há como não se render às águas de Brotas. Aliás, uma das quatro hipóteses para a origem do nome “Brotas” é em função dos vários “olhos d´água” existentes. E o município sabe aproveitar este rico recurso. Em 1911, já produzia a própria energia elétrica graças às corredeiras do Jacaré Pepira. A antiga Casa das Máquinas, localizada no interior do Parque dos Saltos, é testemunha da história. Outro exemplo é a Usina Jacaré, que funcionou entre 1944 e 1970 e para a qual as águas do rio foram represadas, formando a Represa do Patrimônio. Atualmente, Brotas usa suas águas para o turismo, atividade que cresce a cada ano. Sorte é de quem aproveita essa riqueza.

 

Serviço

Brotas fica a 240 quilômetros da capital São Paulo e é acessada por rodovias duplicadas, como a Bandeirantes, Anhanguera e Washington Luís.

 

Nenhum comentário até o momento.

Seja o primeiro a deixar comentários abaixo.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *