Escoliose: exercícios como o Pilates podem ajudar a melhorar o quadro clínico Escoliose: exercícios como o Pilates podem ajudar a melhorar o quadro clínico
Quem sofre de problemas na coluna sabe que, muitas vezes, movimentos rotineiros como abaixar, sentar-se, subir e descer escadas e muitos outros, são verdadeiros... Escoliose: exercícios como o Pilates podem ajudar a melhorar o quadro clínico

Quem sofre de problemas na coluna sabe que, muitas vezes, movimentos rotineiros como abaixar, sentar-se, subir e descer escadas e muitos outros, são verdadeiros tormentos. Engana-se quem pensa que dores deste tipo acometem um grupo pequeno de pessoas. Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que 80% da população mundial sofrerão com problemas na coluna em algum momento da vida. No Brasil, não há números precisos, mas os especialistas apontam a escoliose entre as principais causas das dores nas costas.

“Apenas um pequeno clique nas publicidades é uma grande ajuda para manter nosso Portal”

A escoliose é uma deformidade da coluna vertebral que pode ser causada por diferença no comprimento dos membros inferiores, contraturas musculares e, principalmente, por problemas posturais que podem ter início ainda na infância. Apesar do incômodo, a doença tem cura e as dores podem ser minimizadas com alguns exercícios, como o Pilates, por exemplo.

A fisioterapeuta do estúdio Pucci Pilates, Nathália Stradiotto, explica os movimentos trabalham com a estabilização da coluna, que é o fortalecimento dos músculos profundos, responsáveis por manter as vértebras e seus componentes articulares na posição correta. “Cada caso deve ser analisado com cuidado porque precisa de acompanhamento e exercícios específicos. A boa notícia é que os nossos alunos com este tipo de patologia já conseguem sentir melhora em pouco tempo”, afirmou.

Outro apontamento importante feito pela fisioterapeuta é o cuidado na hora da prática dos exercícios. “Em nenhum momento deve haver sobrecarga ou dor, nem durante, nem após a execução. Estes 60 minutos de aula são prazerosos e motivam os alunos a terem ainda mais disciplina e carinho com o corpo”, destacou Nathália.

Nenhum comentário até o momento.

Seja o primeiro a deixar comentários abaixo.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *