Prefeitura apresentou a vereadores estudo que aponta necessidade de implantação da fiscalização eletrônica em Hortolândia  A Prefeitura apresentou aos vereadores de Hortolândia, nesta segunda-feira...

Prefeitura apresentou a vereadores estudo que aponta necessidade de implantação da fiscalização eletrônica em Hortolândia 

A Prefeitura apresentou aos vereadores de Hortolândia, nesta segunda-feira (17/09), estudo que mostra a necessidade de implantação de aparelhos de fiscalização eletrônica nas principais avenidas da cidade para reduzir o índice de acidentes de trânsito,  proteger a vida de motoristas e pedestres. Os radares estão em teste. A previsão da Secretaria de Mobilidade Urbana é de colocar os equipamentos em funcionamento a partir de outubro.

>> Ajude o Portal Novidade a crescer, dê um click nos banner’s de publicidade dos nossos parceiros<<

No início do mês, a Prefeitura concluiu a análise do período de teste de radares fixos e móveis e homologou a contratação da empresa que prestará o serviço de radar, a partir de outubro. Nove vias de Hortolândia passarão a ter a velocidade para o tráfego reduzida de 60 km/h para 50 km/h. A alteração será nas avenidas da Emancipação, Olívio Franceschini, Santana, São Francisco de Assis, Thereza Ana Cecon Breda, Brasil (Jd. Amanda), Estrada Municipal Sabina Batista de Camargo (Estrada da Granja) e ruas Augusto dos Anjos (Jd. Amanda) e Luiz Camilo de Camargo (principal rua do comércio).

“A redução da velocidade do tráfego nessas vias não aumentará exageradamente o tempo de deslocamento dos motoristas. Sem contar o tempo de parada nos semáforos, na avenida da Emancipação, por exemplo, que tem uma extensão de mais de três quilômetros, quando a velocidade limite é de 60 km/h, o motorista atravessa a via em três minutos e 11 segundos. Quando o limite passar a ser de 50 km/h, o tempo de travessia sobe para três minutos e 50 segundos. Isso representa um aumento de apenas 39 segundos no tempo de deslocamento. Além disso, quanto mais veloz o veículo estiver na via, o tempo de parada dele após a frenagem, também é maior, facilitando uma possível colisão”, explica  o gerente de planejamentos e projetos da Secretaria de Mobilidade Urbana, Ricardo Barbosa.

No período do dia 25 de agosto a 4 de setembro, durante teste de radares, foram monitoradas as velocidades de 115.208 veículos que trafegaram nas avenidas Ana Thereza Cecon Breda, na Vila Real, e Olívio Franceschini. Deste total, 4.757 veículos foram flagrados acima da velocidade permitida. Parte deles, em velocidade de até 119 km/h, segundo balanço divulgado pela Secretaria de Mobilidade Urbana.

Em parceria com a Polícia Militar, a Administração realizou um estudo contínuo dos acidentes de trânsito registrados na cidade. Dados de janeiro a julho deste ano apontam que os acidentes com morte não apresentaram queda, se comparados ao mesmo período do ano passado: em 2017, foram 18 mortes; em 2018, foram 17 no mesmo período.

MEDIDAS PARA PROTEÇÃO DA VIDA NO TRÂNSITO

A Prefeitura adota uma série de medidas para reduzir a ocorrência de acidentes de trânsito, como por exemplo, o reforço na sinalização em vias de toda a cidade e a implantação de novos semáforos. A fiscalização eletrônica é uma das ações anunciadas pelo prefeito Angelo Perugini como parte do pacote de medidas para reduzir os acidentes na cidade.

CONVÊNIO DETRAN

A Administração, por meio do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito e de convênio com o Detran (Departamento Estadual de Trânsito), recebe cerca de R$ 1 milhão para sinalização de diversas ruas. O serviço será executado em ruas próximas a escolas, em diversos bairros da cidade. Atualmente, vias do Jardim Amanda recebem sinalização com recursos do Detran.

 

 

Nenhum comentário até o momento.

Seja o primeiro a deixar comentários abaixo.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *