O “boom”das corridas de rua e as influências delas no Turismo brasileiro O “boom”das corridas de rua e as influências delas no Turismo brasileiro
Corrida no Farol da Barra (Bahia) – Corredores têm contato com as paisagens já no trajeto Não são apenas os grupos de corrida e... O “boom”das corridas de rua e as influências delas no Turismo brasileiro

Corrida no Farol da Barra (Bahia) – Corredores têm contato com as paisagens já no trajeto

Não são apenas os grupos de corrida e os profissionais de educação física que estão se beneficiando dessa “onda” de corredores que estão ocupando o espaço público nos grandes centros e/ou cidades do interior. Hotéis, restaurantes, espaços fitness, guias turísticos, e etc conseguiram e ainda estão conseguindo faturar alto com esses esportistas. Isso porque muitas competições acontecem nos finais de semana em cidades próximas aos locais que esses atletas e/ou aspirantes a atletas treinam.Para se ter ideia em números: de acordo com a Federação Paulista de Atletismo, em 2016, foram realizadas 469 competições de corrida de rua com mais de 800 Mil inscritos. Isso só em São Paulo.

—>>“Dê um click nos banners de publicidade dos nossos parceiros e ajude o Portal Novidade a crescer”<—

Se levarmos em consideração que a tendência do esporte já é uma realidade, nas 5 regiões do país, esse número acima tende a ser multiplicado. Provas como – Maratona Cidade de Salvador, São Silvestre, Dez Milhas Garoto (Espírito Santo), e Meia Maratona do Rio de Janeiro e SP- são alguns dos torneios mais conhecidos que fazem com que essas pessoas se locomovam para participarem dessas corridas.

” Algo importante de evidenciar é que esse corredor vai até a cidade para participar da competição. Ou seja, ele(a) espera um trajeto favorável, em um horário agradável, e com o suporte necessário para fazer e concluir a prova. Assim, incluir esse indivíduo no circuito turístico começa com a entrega de uma competição com qualidade. Em que esse atleta possa ter contato com as paisagens durante a corrida que fará. Diante da experiência positiva na prova, a chance dele estender o período na cidade é maior”, explica Lorena Peretti, especialista em viagens da Minds Travel.

No ano passado, o turismo foi responsável por 7,9% do PIB (Produto Interno Bruto) no país. Quem revelou os dados foi a Universidade de Oxford em parceria com a WTTC (Conselho Mundial de Viagens e Turismo). Além da lucratividade, o estudo revelou que o setor é responsável por 6,59 milhões de empregos. Assim, com as corridas de rua e esse turismo interno aquecido, o número de pessoas empregadas pelo turismo do esporte só tende a crescer nesse ano. A previsão, segundo o mesmo estudo, é dos empregos ultrapassarem a marca de 8 milhões em 2018.

” O que muitos brasileiros(a) entenderam é que correr não faz bem apenas para o corpo. Há benefícios mentais como o estímulo do raciocínio mais rápido e melhora na concentração. Além da interação social. Seja nas competições ou nos treinos. Ou seja, a corrida de rua é bom para o cérebro, para o físico, e para a economia turística das cidades do país”, explica Augusto Jimenez, psicólogo da Minds Idiomas.

Algo interessante que o setores de Turismo e Gastronomia podem ficar atentos é o perfil do corredor brasileiro. Segundo o SEBRAE: 43% dos atletas têm entre 25 a 35 anos, 57% preferem correr sozinhos, e 44,8% optam por treinar de manhã. De posse desses dados redes hoteleiras e que promovem o turismo local conseguem ter uma noção melhor do que oferecer a esse turista esportista.

Para saber mais sobre os destinos brasileiros com as melhores competições, acesse: http://mindstravel.com.br/blog/

Sobre a Minds Travel
A Minds Travel faz parte do grupo Minds Idiomas que tem mais de 70 escolas de inglês no Brasil. Uma agência que vai além de intercâmbios, oferece viagens para turismo, pacotes especiais para quem viaja sozinho(a), dicas de lugares e como realmente viajar com pouco e usufruir do lugar. Com 10 anos de existência, a Minds Travel fica em Maringá e já realizou o sonho de mais de 50 Mil pessoas.

 

Nenhum comentário até o momento.

Seja o primeiro a deixar comentários abaixo.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *