Medidas são tomadas após realização de estudo inédito que mostra que Hortolândia registra uma média de 3,5 acidentes de trânsito por dia e pelo...

Medidas são tomadas após realização de estudo inédito que mostra que Hortolândia registra uma média de 3,5 acidentes de trânsito por dia e pelo menos uma morte por mês

A Prefeitura de Hortolândia finalizou, no último mês, um estudo inédito sobre os acidentes de trânsito registrados em 2017 no município. Os dados foram apresentados, nesta segunda-feira (05/01), durante a Audiência Pública “Em busca da Segurança Viária pela vida”. No evento, o prefeito Angelo Perugini lançou um pacote de medidas para ampliar a segurança no trânsito na cidade, que inclui fiscalização por radar, reforço na sinalização, novos semáforos, criação de área de estacionamento rotativo (Zona Azul), serviço de pátio para tirar carros abandonados das ruas, além de ações educativas com apoio e participação da sociedade civil.

“Ajude o Portal Novidade a crescer, dê um click nos banners de publicidade”

Os dados do estudo são resultado do trabalho do Grupo de Segurança Viária, comitê formado por representantes do município e de órgãos públicos ligados à segurança no trânsito, que se reúnem periodicamente para discutir como reduzir os índices de acidentes e proteger a vida. O estudo inédito aponta que, de janeiro a dezembro do ano passado, foram 1.265 ocorrências de trânsito; 223 tiveram vítimas feridas, 26 fatais. Todos os meses aconteceram mortes no trânsito em Hortolândia. O perfil das vítimas dos acidentes traz um dado alarmante: 55% das pessoas feridas estiveram envolvidas em acidentes com motos; nos 26 acidentes com vítimas fatais, oito eram motociclistas. Este tipo de acidente normalmente acontece à noite, com envolvimento maior de homens jovens, com idade entre 18 e 24 anos, e 30 e 34 anos, na mesma proporção.

“Com estes dados em mãos, e sabendo os locais onde mais acontecem este tipo de acidentes, conseguimos agir de forma pontual na prevenção, com ações de engenharia de trânsito e de fiscalização. Além disso, trabalhamos com atividades de educação para o trânsito, com objetivo de conscientizar as pessoas sobre os benefícios da direção segura”, explica o secretário de Mobilidade Urbana.

“A Prefeitura faz sua parte e realiza ações que vão colaborar na diminuição dos acidentes de trânsito. Mas precisamos contar com a participação das pessoas neste objetivo. Os motoristas devem obedecer a legislação de trânsito e respeitar as regras, pois apenas com esta parceria será possível efetivamente reduzir as ocorrências de trânsito”, enfatiza o prefeito Angelo Perugini.

“A Polícia Militar está engajada no propósito de salvar vidas no trânsito. Por isso, somos parceiros nas ações da Prefeitura”, disse o comandante da 4ª companhia de PM, capitão Reverson Marcondes, autoridade presente no evento. “A Polícia mapeia os dados da criminalidade e, com isso, consegue reduzir o crime. Este trabalho da Prefeitura acontece da mesma forma: são mapeados os dados de acidentes e criadas ações preventivas. Juntos, vamos conseguir bons resultados”, avalia o comandante da 3ª companhia, capitão Tiago Moraes, também parceiro nas ações para reduzir os índices de acidentes na cidade.

O diretor da Ciretran (Circunscrição Regional de Trânsito), Roberto César Scian, destacou a parceria com a Prefeitura para sinalização de trânsito. Em dezembro, a Administração Municipal assinou convênio com o Detran (Departamento Estadual de Trânsito) e do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, para recebimento de aproximadamente R$ 1 milhão, montante destinado a projetos de pintura de solo e instalação de placas no entorno das escolas do município. “Vamos sinalizar áreas importantes a atuar na educação para o trânsito”, destacou Scian.

Avenida Santana mata mais do que rodovias

De acordo com o estudo, o Jardim Amanda é o bairro hortolandense onde mais acontecem acidentes de trânsito, sendo que a avenida Santana concentrou 139 ocorrências no período acompanhado. Nesta via, foram registradas cinco mortes relacionadas à acidentes no trânsito, em 2017. São mais vítimas fatais do que aquelas ocorridas nos trechos de rodovias que passam pela cidade: na Rodovia Jornalista Francisco Aguirre de Proença (SP-101), foram quatro mortes no ano passado e na Rodovia dos Bandeirantes, três mortes.  “A avenida Santana é uma das que será contemplada com os radares. Já estamos licitando este serviço. Até junho, teremos 20 pontos de fiscalização eletrônica na cidade”, destaca o secretário de Mobilidade Urbana, Atílio André Pereira.

Conforme explica o secretário, o contrato com a empresa prestadora de serviço contemplará dez equipamentos para fiscalização de excesso de velocidade, dez para fiscalizar avanço de sinal vermelho e duas lombadas eletrônicos, além de radares móveis numa segunda etapa da ação. “Estamos otimistas de que a reativação dos radares e as outras ações previstas vão reduzir em 20% os número de acidentes de trânsito. O estudo tem ajudado na definição dos lugares prioritários para as nossas ações. Com isso, conseguimos agir no ponto certo”, ressalta Pereira.

Exemplo destas ações pontuais é a recente mudança de trânsito realizada em cinco cruzamentos da avenida Olívio Franceschini. A esquina desta avenida com a rua Capitão Lourival Mey, por exemplo, foi apontado pelo estudo como o cruzamento mais perigoso da cidade. Apesar da existência de semáforos, o tráfego apresentava conflitos, que foram solucionados com a criação de um sistema binário: enquanto em uma quadra o fluxo de veículos segue na direção da avenida, na outra o fluxo de carros é sentido bairro.

“Estamos definindo, com base neste estudo, outros pontos que receberão ações de engenharia de trânsito. Um deles é a rua Augusto dos Anjos, no Jd. Amanda, que no próximo mês terá o tráfego de veículos disciplinado por semáforos”, adianta Pereira.

Parceria

 

Já dentre as ações de fiscalização, a Prefeitura destaca a parceria com a Polícia Militar, que desde o início deste mês atua na autuação de veículos e aplicação de multas nos casos em que, antes, apenas os agentes de trânsito estavam aptos a fiscalizar.

 

De acordo com a legislação estadual de trânsito, policiais militares têm poder de fiscalização sobre situações relacionadas ao veículo e ao condutor, como condições dos pneus, documentação do automóvel, habilitação do motorista, embriaguez ao volante, entre outras situações. Já os agentes de trânsito do município fiscalizam infrações no âmbito das vias municipais. Com o convênio, a polícia também fará este tipo de autuação. PMs e agentes de trânsito compartilham, ainda, a fiscalização de uso de celular e de cinto de segurança. Em 2017, os agentes de trânsito do município aplicaram 5.686 autuações.

 

Na área da educação para o trânsito, a Prefeitura é parceira de empresas e escolas, com a oferta de palestras que orientam motoristas e pedestres a adotarem condutas positivas no trânsito. Além disso, a Prefeitura firmou convênio com o Detran para executar 48 projetos de sinalização no entorno de escolas municipais, o que colabora para organizar o tráfego de veículos de forma segura, reduzindo o número de acidentes.

 

“Com a assinatura deste convênio, damos um passo importante para melhorar a sinalização da nossa cidade e salvar vidas. Esta parceria demonstra o envolvimento de todos os órgãos no combate e prevenção aos acidentes de trânsito, que impactam, inclusive, no sistema de saúde”, destacou o prefeito Angelo Perugini, no momento da assinatura do convênio.

 

Além da sinalização das áreas próximas das escolas, o convênio possibilitará a instalação de semáforos em três cruzamentos, ao longo da avenida da Emancipação: em frente à empresa Magneti Marelli; na esquina com a rua Terezinha de Jesus; e no cruzamento com a avenida Olívio Franceschini, todos trechos localizados no Jd. Santa Rita de Cássia. Entre os critérios para a escolha das cidades beneficiadas pelo convênio estão o número de habitantes e a proporção de óbitos causados por acidentes de trânsito.

 

Nenhum comentário até o momento.

Seja o primeiro a deixar comentários abaixo.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *