Prefeitura promove plenárias da mobilidade urbana em todos os bairros de Hortolândia; reuniões acontecem sempre às 19h Moradores da Vila Real, interessados em participar...

Prefeitura promove plenárias da mobilidade urbana em todos os bairros de Hortolândia; reuniões acontecem sempre às 19h

Moradores da Vila Real, interessados em participar do debate sobre trânsito e transporte em Hortolândia, podem participar da 16ª plenária da mobilidade urbana que a Prefeitura realiza, nesta quinta-feira (20/04). O encontro com representantes da Secretaria de Mobilidade urbana começa às 19h na Paróquia Nossa Senhora do Rosário, localizada na Praça São Francisco de Assis, 30, na Vila Real.

A ideia é ouvir sugestões, dúvidas e críticas de toda a comunidade. Quem vai às plenárias pode também participar da pesquisa que a Secretaria faz sobre o tema, verificando aspectos como qualidade do serviço, mobilidade urbana e qualidade de vida, falhas do sistema viário e como resolvê-las, dentre outros itens.

Ao todo, a Prefeitura promoverá mais de 20 plenárias sobre mobilidade urbana entre os meses de março e maio. A reunião para moradores do Pq. Ortolândia, marcada para as 19h do dia 04 de maio, no IASP (Instituto Adventista de São Paulo), será, excepcionalmente, às 20h, e a do Jd. Santa Esmeralda foi reagendada para o dia 16 de maio.

Entre os pontos centrais a serem debatidos estão: a reestruturação do transporte coletivo urbano; tornar Hortolândia referência em segurança viária; e transformar o município em uma cidade “ciclável”, ou seja, em que as pessoas possam se deslocar de bicicleta com segurança e conforto.

Segundo o secretário de Mobilidade Urbana, Atílio André Pereira, o prefeito Angelo Perugini quer que a população participe da reestruturação do sistema de transporte e das ações na área da mobilidade. Ouvir a população é essencial para “projetar a rede de transportes e planejar nosso trabalho. Afinal, se o transporte é coletivo, precisamos ouvir o coletivo. Precisamos deste direcionamento para implantar um sistema que atenda às necessidades e aos anseios da comunidade”, esclarece Pereira.

Nenhum comentário até o momento.

Seja o primeiro a deixar comentários abaixo.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *